segunda-feira, 26 de julho de 2010

Rastro

Idalina Krause
Filósofa Clínica
Porto Alegre/RS

Meu rastro eu mesma faço! Curvas, retas, pontes, edificações de uma existência. Lágrimas molham as vicinais, suores translitorâneos, alados torno-zelos, deviente via, acessos remotos, fados viajantes, amanhecer, orvalhos e lua cheia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário