quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Pois então!*

Dor de medo da felicidade que se aproxima...

Antes tudo era só vontade e esperança, agora, depois de tanto querer e sonhar e desejar estou mais próxima do meu sonho realizado!

Porém, aqui dentro confusão de sensações:
Medo, angústia e dor.

A felicidade trás espasmos pra minha alma e muitas vezes parece que o choro brota como alívio nem sei de que.

Situação sem endereço, sem finalidade aparente ou racional. Emoção a flor da pele eu sou e sempre serei por mais que tente negar!

Ansiedade corre veloz no centro do peito, somente a arte pra extravasar...

Mesmo com dores dos excessos de ensaios eu quero mais dançar e dançar, porque não há limite para a alma e agora que aprendi a voar eu sei que posso mais e mais e ninguém me segura não!

Respiro uma, duas, três vezes... Lembro de cada movimento conquistado e repetido e como num orgasmo pulsante eu quero mais e mais dançar!

Loucura é viver sem arte, sem alguém para amar...

Loucura é não chorar mil vezes, loucura é não se permitir ser feliz!!!

E, hoje apesar de críticas eu me permito ir além, muito mais do que a imaginação possa me levar. Eu chego perto dos anjos, me sinto divina em cada movimento preciso, me sinto mais mulher e mais amante!

O meu suor é sagrado e nada vai me derrubar. Minha alma transborda e eu estou inteira novamente. Em paz! Tranquila e feliz.

*Vanessa Ribeiro
Atriz, dançarina, matemática, filósofa, estudante de filosofia clinica
Petrópolis/RJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário