domingo, 10 de agosto de 2014

Quem me diz*


"Da estrada que não cabe onde termina
Da luz que cega quando te ilumina
Da pergunta que emudece o coração

Quantas são
As dores e alegrias de uma vida
Jogadas na explosão de tantas vidas
Vezes tudo que não cabe no querer

Vai saber
Se olhando bem no rosto do impossível
O véu, o vento o alvo invisível
Se desvenda o que nos une ainda assim

A gente é feito pra acabar
A gente é feito pra dizer
Que sim
A gente é feito pra caber
No mar
E isso nunca vai ter fim"

Karina Siess
Estudante de Filosofia da UFRJ
Estudante de Filosofia Clínica na Casa da Filosofia Clínica em Petrópolis/RJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário