domingo, 28 de fevereiro de 2016

Descuidos*


Quatro gotas de poesia
Três vezes ao dia
Ou sempre que necessário...
Poesia em cápsulas
Poesia em conta-gotas
Chazinho com poesia
Poesia em doses homeopáticas
Acupuntura de poesia
Poesia com massagem
Para curar qualquer mal.
Mas já vou avisando
Que amar não é fácil
Quase é quase como uma dor
Saudade é a alma da gente
Dizendo para onde quer voltar.
O primeiro amor passou
Passou o segundo amor
O terceiro amor passou
...................................
Passaram, se foram
Mas em mim nenhum deles passou
Pois meu coração continuou.
Quem sabe algum dia
Por um descuido da vida
Ou por pura poesia
Você goste de mim.....

*Jose Mayer
Filósofo. Livreiro. Poeta. Estudante na Casa da Filosofia Clínica
Porto Alegre-se/RS

Nenhum comentário:

Postar um comentário