domingo, 25 de setembro de 2016

Papéis Existenciais*



Fiz mímicas
Fiz-me de ator
Personagem de mim mesmo
Representei o teatro
Da minha vida
Para que você entendesse.
Mas, outra vez, você riu
Você riu, uma vez mais
Ah!!! porque você riu?
Espere um pouquinho mais
Não te contaram ainda
Que você não deveria rir?
Ah!!! porque você riu, assim?
Quem deveria rir era eu...
Não rio por pouco. Então chorei
Tava no "script", assim
Promete para mim, vai
Rirmos juntos, só no final?
Ainda não te contaram
Que não deverias rir?
Ah!!! Não te contaram ainda
O que você não pode fazer
Para me deixar triste?
O que te faz rir
Por vezes me faz chorar....

*José Mayer
Filósofo. Livreiro. Poeta. Filósofo Clínico da Casa da Filosofia Clínica
Porto Alegre/RS

Nenhum comentário:

Postar um comentário