segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Fragmentos Filosóficos, Delirantes*


"O pleno cumprimento da compreensão da história é, como a compreensão de um texto, 'atualidade espiritual'"

"(...) um autor não necessita ter reconhecido por si mesmo todo o verdadeiro sentido de seu texto, e que, por consequência, o intérprete pode e deve entender, com frequência, mais do que aquele. Entretanto, isso tem um significado realmente fundamental. O sentido de um texto supera seu autor não ocasionalmente, mas sempre. Por isso a compreensão não é nunca um comportamento somente reprodutivo, mas é, por sua vez, sempre produtivo"

"(...) a compreensão começa aí onde algo nos interpela. Essa é a condição hermenêutica suprema. Sabemos agora o que ela exige com isso: a de suspender por completo os próprios preconceitos"

"Horizonte é o âmbito de visão que abarca e encerra tudo o que é visível a partir de um determinado ponto. (...) ter horizontes significa não estar limitado ao que há de mais próximo, mas poder ver para além disso"

"(...) os conteúdos objetivos do diálogo não são mais que um meio para conhecer o horizonte do outro"

"(...) o horizonte do presente está num processo de constante formação, na medida em que estamos obrigados a pôr à prova constantemente todos os nossos preconceitos"

"Quem está dominado por suas paixões se depara de repente com o fato de que não é capaz de ver numa situação dada o que seria correto"

"(...) o homem compreensivo não sabe nem julga a partir de um simples estar postado frente ao outro de modo que não é afetado, mas a partir de uma pertença específica que o une com o outro, de modo que é afetado com ele e pensa com ele"

"(...) o homem experimentado é sempre o mais radicalmente não dogmático, que, precisamente por ter feito tantas experiências e aprendido graças a tanta experiência, está particularmente capacitado para voltar a fazer experiências e delas aprender"

*Hans-Georg Gadamer in "Verdade e Método - Traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica". Ed. Vozes. Petrópolis. 1997.

Nenhum comentário:

Postar um comentário