segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Contradição*


Me contradigo
Sou um louco
Para poucos
Sou somente um oco
Do meu vazio.
Me contradizem
Sou o contrário
Do que pensam
Um fio oposto
Do que dizem.
Sou a lógica
Da minha contradição
O contraditório
Do meu contrário
Sou um otário.
Sou um descrente
Em minha frente
Um anarquista
Das minhas conquistas
Sou somente pistas.
Sou agosto
Mês do cachorro louco
Sou o vento norte
Que desnorteia a mente
Ateu, mas crente
Confuso , confesso.
Sou a soma do que fui
Um sonho do que serei
Serei o que não sou...!!!

*José Mayer
Filósofo. Livreiro. Poeta. Estudante na Casa da Filosofia Clínica
Porto Alegre/RS

Nenhum comentário:

Postar um comentário