quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Tartarugar*


Sem pressa, vivendo a serenata dos pássaros ao amanhecer... uma alegria serena brota da alma. Comunhão com a sacralidade da vida.

O dia nos convida a sermos eternos aprendizes.

No aprender a lidar com materialidade, desapegando dos excessos, contemplando o belo sem desejar possuí-los, trabalhando pelo prazer da realização, cuidando de cada coisa com a delicadeza da gratidão.

No aprender a administrar nosso corpo, mistério sagrado, sem modismos, aceitando nossa natureza sem comparar e desejar ser o que a moda tenta impor, compreendendo com sabedoria que tudo tem seu tempo certo.

No aprender a arte do relacionar, aceitando que cada pessoa é única, com historicidade múltipla, com paciência e muito amor.

Tartarugar é ser Zen. Viver em estado contemplativo, vivendo o que a vida vai oferecendo.
Para viver plenamente só precisamos desaprender...

*Rosângela Rossi
Psicoterapeuta. Escritora. Filósofa Clínica
Juiz de Fora/MG

Nenhum comentário:

Postar um comentário