terça-feira, 2 de maio de 2017

Fragmentos Filosóficos, Delirantes*













"Para a tradição oriental a verdade é uma experiência pessoal. Portanto, em sentido estrito, é incomunicável"

"O valor das palavras reside no sentido que ocultam. Ora, este sentido não é senão um esforço para alcançar algo que não pode ser alcançado realmente pelas palavras"

"Todos os sistemas de comunicação vivem no mundo das referências e dos significados relativos"

"(...) o sentido não só é o fundamento da linguagem como também de toda apreensão da realidade"

"Toda revolução é a consagração de um sacrilégio, que se converte em um novo princípio sagrado"

"Condenado a viver no subsolo da história, a solidão define o poeta moderno. Embora nenhum decreto o obrigue a deixar sua terra, é um desterrado"

"A contradição do diálogo consiste em que cada um fala consigo mesmo ao falar com os outros; a do monólogo em que nunca sou eu, mas outro, o que escuta o que digo a mim mesmo"

"O homem é o inacabado, ainda que seja cabal em sua própria inconclusão; e por isso faz poemas, imagens nas quais se realiza e se acaba, sem acabar-se nunca de todo. Ele mesmo é um poema: é o ser sempre em perpétua possibilidade de ser completamente e cumprindo-se assim em seu não acabamento"  

*Octavio Paz in "Signos em rotação" Ed. Perspectiva. SP. 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário