sexta-feira, 21 de julho de 2017

Onde anda você ?*


Às vezes escrevo para te lembrar
Por onde tu andas ,agora,
Minha pequena amada?
Seus passos por onde passam
Que não cruzam mais com os meus?
Minh'alma sabia desde sempre
Então te pintei na ponta
Da estrela da manhã
Pendurei teu nome
Na ponta da lua crescente.
Quando de longe te vi
Logo de saída percebi
Que em mim também pensavas
A harmonia da natureza
Perdeu com o fim do nosso amor.
Bateu mais forte meu coração
Meu corpo sentiu uma vertigem
Ah, teu canto, tua dança
Teus lábios se abrindo
Neste teu riso tão limpo.
Ah, traga-me de volta o teu abraço
Compramos uma charrete cheia de flores
Com dois cavalos alados brancos
E andamos pela Rua da Praia...

*José Mayer
Filósofo. Livreiro. Poeta. Especialista em Filosofia Clínica.
Porto Alegre/RS

Nenhum comentário:

Postar um comentário