quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Esconderijos do espírito

Idalina Krause
Filósofa Clínica
Porto Alegre/RS

Uma luz qualquer acompanha os rabiscos mentais, não que se desconheça o sombrio das coisas todas. O obscuro tem seus brilhos, sabe quem transita nos esconderijos do desconhecido espírito seu.

Mares de incertezas, nús desertos, floração repentina, centelha no caos apocalíptico, tinturas, ondas, cores fugidias, variações, cabeça repleta, incessantes pensares, tempestade de signos, vertiginosa contemplação de vastas realidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário