quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Certeza*


Se é real a luz branca
desta lâmpada, real
a mão que escreve, são reais
os olhos que olham o escrito?

Duma palavra à outra
o que digo desvanece-se.
Sei que estou vivo
entre dois parênteses.

*Octávio Paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário