segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Vida de Menina*


Com fresca e fina flor nos cabelos ao vento
Caminha sem amanhã e vai.
Indo de flor em flor, desabrocha sua vida
Como um botão de rosa ruboroza
E se enche do mel que o frescor da brisa traz.
De forma graciosa caminha ao léu
Na direção que não sabe se leva ao céu.
De graciosas formas, esguias e esbeltas,
Ergue-se em frente e para a frente
Como se caminhasse por sobe estrelas.
Tendo os céus a seus pés, segue.
E como se não houvesse mais nada a perder,
Invade as vias de campos floridos e arborizados,
Caminhando decidida a empodeirar-se de si mesma.
Já consigo em rédeas curtas e curtindo,
Consegue se encher de vida,
Se enche de alegria e de verdade.
Encara de frente as frustrações!
Avança por sobre tudo que deve avançar!
Recua, calcula, prevê o imponderável,
E carrega nos ombros a esperança e a sabedoria.
Queixo elevado e olhos altivos, passo firme,
Com o futuro no agora, trazido a cabo, com rédeas curtas,
Visualiza aquilo que ninguém mais vê
Cria, refaz, carrega em si a vontade de crescer, de mudar,
De fazer do mundo um lugar melhor.
Caminha, sonha, encontra, encerra,
Vive.

*Vinicius Fontes
Filósofo. Mestrando em Filosofia. Filósofo Clínico.
Rio de Janeiro/RJ 

Nenhum comentário:

Postar um comentário